Papa: “Onde não há cuidado com os idosos, não há futuro para os jovens”

Hoje, 15 de junho, é o Dia Mundial de Conscientização sobre a Violência contra a Pessoa Idosa

Por ocasião do Dia Mundial de Conscientização sobre a Violência contra a Pessoa Idosa, que acontece neste 15 de junho, o Papa Francisco divulgou uma mensagem que aborda especificamente as circunstâncias da atual pandemia:

“A pandemia da covid-19 mostrou que as nossas sociedades não estão organizadas o suficiente para acolher os idosos com justo respeito à sua dignidade e fragilidade. Onde não há cuidado com os idosos, não há futuro para os jovens”.

Quadro mais delicado na pandemia

Os idosos enfrentam risco mais alto de infecção pelo coronavírus e de óbito decorrente da covid-19, com taxa maior de mortalidade. Além disso, aproximadamente 66% das pessoas com mais de 70 anos têm ao menos uma condição de comorbidade, ou seja, uma doença prévia que, combinada à covid-19, aumenta os riscos para essa faixa etária.

Risco de exclusão de atendimento médico

Um agravante particularmente sério é que, nesta pandemia, devido à superlotação em unidades de saúde de todo o planeta, idosos correm o risco de exclusão do acesso aos tratamentos, já que há casos em que os médicos precisam tomar a brutal decisão de “escolher” quem receberá atendimento prioritário – e eles o fazem com base nas chances de recuperação do paciente, o que privilegia pessoas mais jovens e com melhores condições gerais de saúde e expectativa de sobrevida.

A situação de saúde da população idosa já não era adequada antes da pandemia, com grande parte dos idosos sem acesso suficiente a serviços essenciais na maioria dos países em desenvolvimento.

População idosa crescerá 38% nesta década

A necessidade de se atender este panorama fica ainda mais patente ao se considerar que o número de pessoas com 60 anos ou mais deve crescer 38% nesta década, passando de 1 bilhão em 2019 para 1,4 bilhão até 2030. O aumento maior e mais rápido deverá ocorrer nos países ainda em vias de desenvolvimento – ou seja, nos quais já faltam condições de bom atendimento até para os números atuais.

Violência pouco divulgada

Atenção frequente do Papa Francisco

O Papa Francisco aborda o respeito aos idosos com grande frequência em suas alocuções, exortando especialmente os católicos a não apenas cuidarem dos mais velhos, mas a amá-los na prática, demonstrando-lhes gratidão e carinho no dia-a-dia.

Fonte: Aleteia

.::LINKS ÚTEIS::.

Menu