Amar o próximo

“Amarás o teu próximo como a ti mesmo!” (Levítico 19,17-18) Na prática, esse mandamento limitava-se aos membros do povo bíblico. Jesus nos mostra um novo horizonte e pede-nos para amarmos todos os homens, porque são todos nossos irmãos. Este amor universal torna-se um sinal visível daquele Amor eterno e compassivo de Deus para com toda a humanidade.

Por isso, Jesus nos convida: “Sede perfeitos como é perfeito o vosso Pai celeste!” Assim, aponta para o exemplo do Pai celeste, que faz brilhar o sol para bons e maus e que manda chover para justos e pecadores, e Jesus nos pede ainda mais, pede para dar a outra face e amar os inimigos.

Jesus aponta-nos uma meta muito alta, justamente para não nos contentarmos com a mediocridade, com a mesquinhez de nossos gestos de amor. O horizonte do Reino de Deus não fica limitado pelas dificuldades da terra, mas alarga-se até ao Céu! Deus é Pai de todos.

Por isso não podemos classificar os nossos irmãos como bons e maus, com base em critérios ideológicos, religiosos, étnicos ou morais: “Deus não faz acepção de pessoas!” (Romanos 2, 11) Só Deus é termo de comparação para todos, porque Ele é “Clemente e compassivo, paciente e cheio de bondade”.

E se alguém é mau para conosco não é negando-lhes a chuva e o sol da nossa bondade que se tornará melhor. Além disso, recordemos que “Jesus morreu por nós quando éramos pecadores!” (Romanos 5, 8) Deus ama gratuitamente! Deus é justo e Santo! Aceitemos o seu convite que nos dirigiu no livro do Levítico: “Sede Santos porque Eu sou Santo!” A nossa bondade para com todos é aquela luz que há de brilhar no mundo para que os homens vejam as nossas boas obras e nos possam reconhecer como discípulos de Jesus e glorifiquem o Pai que está nos Céus! Além disso, o nosso amor fraterno é sinal da nossa filiação divina! Se conhece a árvore pelos frutos. Guardemos no nosso coração a Palavra que Jesus nos dirige e vamos colocar em prática com o desejo de alcançarmos a perfeição, a santidade: “Amai os vossos inimigos! Orai pelos que vos perseguem para serdes filhos do vosso Pai celeste!”

Diácono Carlinhos

.::LINKS ÚTEIS::.

Menu